30 de set de 2012

Exposição - China Revelada

Neste final de semana foi inaugurada a Exposição China Revelada - História Através da Arte. 

Todo o acervo, que conta com mais de 600 peças, faz parte da coleção pessoal de Carlos Fernando de Carvalho, um dos fundadores da Carvalho Hosken, que investiu no evento para enriquecer e fomentar o cenário cultural carioca.  

Citando o próprio: "É a fé que ponho na difusão da Cultura para o engrandecimento do nosso povo que me tem levado a colocar obras do acervo nos empreendimentos da empresa e dividindo agora com o público o prazer da exposição CHINA REVELADA". 

A cenografia é impecável, a cada sala que entramos é uma nova descoberta. A riqueza das peças - extremamente preservadas - mostra toda a diversidade desse país milenar: porcelanas, marfins, pinturas e mobiliário. O catálogo que nos é entregue pelas recepcionistas já mostra todo o cuidado e carinho com que foi realizado o projeto. Simplesmente apaixonante e vale a pena repetir! 

Uma curiosidade: painéis explicam a origem do horóscopo chinês. Descubra o seu!


Segue uma pequena seleção do que vocês poderão encontrar:








Além da própria exposição, todo o condomínio conta com belíssimas esculturas, entramos em um mundo à parte, onde só o belo existe.



Parabéns à curadoria de Liliu Castello Branco e ao Fernando de Carvalho pela bela iniciativa! Que seja a primeira exposição de muitas!


Bisous!

Em tempo:
ESPAÇO CULTURAL PENÍNSULA
Av. dos Flamboyants, 500 - Barra da Tijuca
Entrada Franca
27 de setembro a 16 de dezembro de 2012
quinta a sábado de 14h às 21h
domingo de 10h às 19h

21 de set de 2012

Em Cartaz - Seis Aulas de Dança em Seis Semanas

Não sei vocês, mas eu ADORO ir ao teatro. Não existe nada mais emocionante do que sentir a entrega do ator, a forma como ele compõe a personagem, como sofremos e rimos juntos em pouco mais de uma hora. 

A dica de hoje é uma peça que assisti e me emocionou muito: Seis Aulas de Dança em Seis Semanas. A dinâmica de Suely Franco e Tuca Andrada no palco é simplesmente perfeita. Sem falar no cenário que, apesar de clean, usa a técnica de painéis ao fundo dando vida e cor as diferentes nuances da peça. 

O texto é baseado em uma peça americana, e conta a história de um professor de dança e sua aluna. Trilha sonora envolvente que ajuda a conduzir o enredo de duas pessoas opostas, mas que criam um belo vínculo. 

Na peça, tudo começa quando uma senhora contrata os serviços de uma academia de dança, para aulas particulares. A partir daí, a trama se desenrola com o encontro de um professor (Tuca Andrada) e toda a sua irreverência e sua aluna (Suely Franco), uma distinta senhora. A cada encontro e ritmo, desvendemos o passado das personagens e diferentes histórias de vida. Uma história que nos faz rir, pois descobrimos que a música pode reunir e nos ajudar a superar os momentos difíceis. Afinal, a vida com dança é bem melhor - ainda mais quando embalada por uma trilha que vai do bolero ao rock, dando "ritmo" aos amigos.

O bonequinho (Gabby) aplaude de pé!


FOTOS: DIVULGAÇÃO / TEATRO MAISON DE FRANCE




Em tempo:
Seis Aulas de Dança em Seis Semanas 
Teatro da Maison de France 
Avenida Presidente Antônio Carlos, 58. Rio de Janeiro 
Tel.:(21) 2544 2533
Quinta e sexta-feira: 19:30h - R$ 70,00
Sábado: 21:00h - R$ 80,00

Domingo: 18:00h - R$ 80,00
Bisous!

16 de set de 2012

Redescobrindo o Rio - Santa Teresa

Existe coisa mais gostosa do que "redescobrir" a sua cidade? Olhar de uma maneira diferente, com maior curiosidade. Esse fim de semana tive a oportunidade de fazer um desses passeios: explorar Santa Teresa - O Parque das Ruínas, Museu Chácara do Céu (que fica ao lado) e terminar o dia com um delicioso almoço no restaurante Espírito Santa.

Um pouquinho sobre Santa Teresa: um bairro charmoso, com um ar bucólico. Por conta de toda a sua riqueza arquitetônica, é um dos preferidos pelos artistas.

A primeira parada foi o Parque das Ruínas: O  Centro  Cultural  Parque das  Ruínas  foi   a casa da grande mecenas da Belle Époque carioca, Laurinda Santos Lobo. Conhecida   como a “marechala da elegância”, Laurinda reunia intelectuais  e artistas  nas  magníficas  dependências do palacete, e hoje é um dos mais belos  projetos premiados  do  arquiteto Ernani Freire, que manteve a estrutura das ruínas, agregando contemporaneidade à  casa. Possui  uma  das  mais belas vistas da cidade. Embora a vista panorâmica da cidade seja o grande foco de quem vai ali, ainda é possível imaginar o tempo  em  que  tanta beleza era moldura  para a efervescência cultural daqueles salões, onde Heitor Villa-Lobos e outros grandes artistas de sua geração eram presenças constantes. 


Próxima Parada: Museu Chácara do Céu (Fundação Castro Maya). É impressionante perceber que temos um museu com uma diversidade tão grande em seu acervo. O mais mágico é que podemos ficar bem pertinho de obras como Di Cavalcanti, Djanira, Portinari. Além disso a magnífica biblioteca - com mais de 8.000 títulos - alguns deles a primeira edição, está a disposição. É só contatar a bibliotecária e agendar um horário. Podemos tirar fotos das obras - sem flash. Reuni um pouquinho das centenas de fotos que tirei do local.



E, como ninguém é de ferro, finalizando com um almocinho, básico. Paramos no Espírito Santa - com sabor de Brasil; mas outra excelente pedida também é o Restaurante Aprazível. 



Espero que tenham gostado das dicas! Um roteiro que foge das praias, mas nos encanta com a beleza da Cidade que SEMPRE será Maravilhosa.

Bisous!